terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Plano Perfeito

Essa história começou lá no Facebook, uma amiga, também ex-Galileu, postou essa pergunta para nossa assessora de Matemática, fiquei curiosa, a resposta não apareceu, como essa amiga continua professora e a assessora é a mesma, desconfio que a resposta foi dada ao vivo e eu fiquei a ver navios. Estou encafifada, de verdade, alguém sabe me explicar? Somando os dois últimos algarismos do ano do nascimento de quem nasceu no século passado, com a idade atual, mesmo que o mesmo não esteja vivo, a soma é sempre 111!
Duvida?
Meu avô, nasceu em 1907, hoje teria 104 anos, 07+104=111
Meu pai, nasceu em 1938, hoje tem 73, 38+73=111
Minha mãe, 1940, 71, 111
Eu, 1963, 48, 111
Maridão, 1961, 50, 111
Filha que já pode votar, 1990, 21, 111
Moleque, 1994, 17, 111.
Caçula, 1998, 13, 111
Mas isso não se mantém com os nascidos no século XXI,
Minha sobrinha que nasceu em 2005, hoje com 7...12
Meu sobrinho que nasceu em 2008, hoje com 4... 12
Isso eu escrevi no dia 11/11/11, a data bastante sugestiva, hoje, fazendo uma limpeza nos meus arquivos empoeirados percebi que no ano de 2012, a coisa fica diferente...
Meu avô, nasceu em 1907,no segundo semestre teria 105 anos, 07+105=112
Meu pai, nasceu em 1938, depois que fizer aniversário fará 74, 38+74=112
Minha mãe, 1940, 72, 112
Eu, 1963, 49, 112
Maridão, 1961, 51, 112
Filha que já pode votar, 1990, 22, 112
Moleque, 1994, 18, 112.
Caçula, 1998, 14, 112...
Ai, ai, ai... e eu que nunca fui muito rigorosa nas aulas de Matemática, devo confessar que não prestava muita atenção ao professor, não sei explicar isso... interessante é!
Para meu pai, tudo ou pelo menos boa parte das coisas se explica pela Matemática, sempre foi corriqueiro vê-lo com lápis e papel na mão, fazendo cálculos, sempre querendo descobrir a distância entre dois pontos, alguma circunferência, ele faz contas e cálculos em qualquer lugar, pode ser na areia da praia, do parquinho, qualquer lugar e ele envolve quem estiver próximo, conta suas hipóteses, procura as soluções, para mim isso sempre foi curioso,afinal,  os números para mim são observáveis de uma outra maneira, percebo a relação entre eles, mas não os cálculos... mas nesse caso a coisa me pegou diferente! Por ser curiosa fiquei interessada, achei que a resposta viria logo, mas nada, o bichinho curioso foi crescendo e crescendo... agora estou muito interessada.
Pensei agora em fazer uma "experiência"....
Eu nasci em 1963, em 73 eu tinha 10 anos,  63+10= 73...
Em 1990 eu tinha 27 anos, 63 + 27 = 90....interessante...
Então a regra é... (para os nascidos no século em curso) adicionando o ano de nascimento à idade (depois do aniversário) o resultado é a dezena do ano em vigor? E continua valendo no século seguinte? E ai vira centena?
Ops... espera um pouco...acho que a regra é a mesma, sempre?
Se eu eu ainda fosse professora da terceira série eu começaria o ano com esse desafio.... redigir uma hipótese para essa questão e depois experimentar e ver se ela se aplica, imagino que assim teríamos muita coisa para discutir, ou esse é o tipo de conteúdo de cultura inútil, inútil mesmo? Eu ainda não sei!
Já que ainda não decidi em que categoria vou encaixar, vamos combinar, fica no compartimento da curiosidades. De qualquer forma vou perguntar para o meu pai!
Atualizando.... não encontrei meu pai, mas meu filho veio querendo me tirar uma da minha cara, disse que é uma coisa muito óbvia,, disse que a resposta está na operação inversa, o ano em curso menos a idade, dá o ano de nascimento.... até ai tudo bem, parece que essa é a resposta, ai como eu precisava de uma reta numérica((*)!


Eu só fiquei amiga da Matemática quando eu iniciei na minha carreira de "professorinha", lá no Galileu, que era uma escola muito bacana, eles acreditavam que as professoras, que eram polivalentes, precisavam de uma  ajuda para dar conta de todo conteúdo, por isso nós tínhamos assessoria com especilistas em cada uma das matérias. Já contei da minha assessora de Artes?
Tivemos três fases na assessoria de Matemática, deu tempo de rever toda a minha bagagem, entender um monte de coisas, principalmente como fazer a Matemática deixar de ser um "bicho-de-sete-cabeças", uma das atividades permanentes era a reta numérica, um painelonde as crianças registravam todas as maneiras, em linguagem matemática de se obter um determinado resultado, apartir da observação dela, era possível tirar muitas conclusões.

2 comentários:

Tainã Almeida disse...

Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos perídos mais
marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso? (sinopse do meu blog)
Acessa o meu blog?
"Blog de uma adolescente"

http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
Atenciosamente Tainã Almeida.

Paola disse...

Tainã, nem fui até seu blog... se vc quer que eu te siga, pelo menos faça um cometariozinho sobre o meu, né?
bj
PAola