quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Panquecas da Vida


Hoje fiz panquecas para o almoço, de fato é muito fácil. A questão é que panqueca tem vontade própria, algumas vezes gruda uma, gruda outra, e não tem jeito, dá errado mesmo. Parece que tudo conta, a frigideira, o tamanho do ovo, a quentura do fogo, mas o mais importante mesmo, é a atenção da cozinheira, tem que ficar de olho, quando a pontinha começa a soltar é hora de virar.
Era um prato constante mas passei muitos anos sem fazer panquecas aqui em casa, quando a caçula perguntou se eu sabia fazer panquecas, resolvi que estava na hora de reincerí-las no nosso cardápio.
A gravidez da pequena foi tranquila, eu já sabia que o parto não seria normal, então combinei com o médico que chegaria na maternidade depois do almoço. Mandei as crianças para a escola, o maridão deu um pulo no escritório e minha mãe chegaria do sítio mais tarde, tudo estava bem tranquilo.
Sem poder comer, afinal estava em jejum, resolvi deixar o jantar pronto, fazer umas panquecas, uma boa ideia, ficaria mais fácil para minha mãe alimentar as crianças!
Acho que fiz umas três receitas, era panqueca para mais de metro.
Naquele dia, as panquecas voavam da frigideira para a travessa... todas fritavam do jeito certo, sem incidentes.
Quando voltei da maternidade as crianças logo reclamaram, queriam comer outra coisa.
Era tanta panqueca que nos dias em que estive na maternidade, aqui em casa, o menu foi fixo: panquecas.
Por alguma razão, depois disso, nunca mais consegui fazer uma porção de panquecas que não grudasse na panela, comprei frigideira nova, troquei a espátula, diminui a farinha, aumentei o leite e nada. Finalmente encostei a receita até a má-impressão passar!
Hoje, almoçamos muito bem, os cinco, com apenas uma receita!
Parece me recuperei!


Receita de Panqueca:
1 ovo
1 copo de leite
1 copo de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher de café de fermento em pó
Misturar todos os ingredientes no liquidificador, deixar descansar na geladeira por 30 minutos.
Despejar meia concha da massa na frigideira untada e quente.


Rechear com carne moida, frango desfiada, etc....

4 comentários:

Patricia Daltro disse...

Poxa, devia ter me convidado! rs AMO Panquecas! Sou capaz de devorar uma travessa inteira e ainda pedir mais! kkkkkkkk
Também acredito que panquecas tenham uma vida própria, é necessário um estado de espírito especial para fazê-las, se você não estiver bem, as bichinhas saem quebradas, ou grudam, ou queimam... Mas, quando o coração da gente tá leve, tudo fica uma maravilha! rs

Paola disse...

PAtrícia,
É isso!
A resposta certa é essa, leveza no coração!
Vc já está convidada, só avisar que está chegando que as panquecas vão prá frigideira!

Beijocas
Paola

Milena disse...

Sabe o que eu faço Paola? Troca a farinha normal pela integral e tb coloco um pouco de aveia!! Fica divina! Mais macia e mais saudável!

Beijoooooo

Paola disse...

Que chique!
Gostei, viu Milenoca, vou experimentar!

Beijocas

PAola