sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A hora do desespero

Eu não desapareci no universo cibernético, não fui engolida por um link faminto, nem tampouco fui abduzida por uma vaca alienígena que mora numa fazenda virtual, apenas estou vivendo um período diverso do usual.
A semana começou emocionante, para cumprir o combinado eu precisei viajar, um dia apenas, fomos num turbo-hélice que devia ter sido recolhido ao pátio há anos, sou mesmo otimista de marca, quando recebi a passagem e vi o nome da companhia aérea, nem me preocupei em saber que raio de companhia era aquela, estava super segura, imaginei algo assim moderno. No embarque, o ônibus, que nos levaria ao aparelho voador, foi pela pista passando por várias aeronaves grandes e reluzentes, de repente achei que estava há muito tempo naquele percurso, aeronaves estacionadas iam diminuindo, diminuindo, até que parou, foi ai que eu avistei o dito cujo do meio de transporte, em que eu estava prestes a entrar... uns rebites enferrujados na asa, uma escada acanhadinha demais... veio aquele pânico, cogitei, sinceramente, em desistir, voltar a pé, insisti mais por orgulho que qualquer outra coisa, ao por o nariz para dentro tive aquele calafrio claustrofóbico, só não recuei pois a fila vinha atrás de mim e não havia maneira de retroceder.
Sentei na poltrona e respirei, fechei os olhos, mas achei melhor mantê-los bem abertos, e o cinto bem preso, fui me ajeitando, havia decidido ser forte, não pensar em nada, depois que os passageiros conseguiram se acomodar as comissárias, como em qualquer voo começam os procedimentos de orientação, foi ai que sofri o maior baque, a comissária se debruça para falar com o passageiro à frente : "Bom dia, como o senhor está sentado na poltrona da hélice, é preciso, durante a viagem observar se está tudo em ordem, caso a hélice pare, apareça fumaça ou sinais de fogo na turbina, é preciso que o senhor comunique esse fato à tripulação!" . Quase tive um treco! Fui forte e resisti, claro que aquela hora e pouco que estive nesse avião pareceu durar uma eternidade, parecia que íamos por uma estrada de terra bem esburacada, como sacoleja aquela joça!
Sobrevivi, e voltei depois da mesma maneira! O voo da volta, noturno, me pareceu um tanto mais assustador, principalmente durante a turbulência!
Para finalizar o dia entrei num táxi cujo motorista estava muito bravo, um motoqueiro deu uma fechada e o bicho ficou louco, só sossegou pois descobriu que minha casa é no caminho da casa dele, ai achei melhor puxar uma conversa mais amena, ele me contou onde ele mora e tudo.
No outro dia fui fazer a mesma coisa, dessa vez aqui bem perto da minha casa, e de táxi para ir e voltar. Chegamos num instante, na hora de voltar, claro, ninguém tinha o número do ponto, então, munidas do equipamento fomos andando, uns vinte minutos, antes de chagar ao tal ponto, até na frente do prédio do taxista estressado eu passei!
Semana que vem tem mais!

10 comentários:

LuMa disse...

Paola, fiquei aquí imaginando a cena, hahahha... Estranhamente a chata-de-galocha se escondeu debaixo da poltrona,rs! Mas me mata uma curiosidade. Eles servem algo para beber ou comer em viagem dentro do Estado? Pra mim, se tiver o que comer, não há turbulência que me tire o apetite. Continuo comendo,rs! Beijos!

asnalfa disse...

kkkkkkkkkkkk
Sorry, mas morri de rir do seu trauma de aviao! Nunca voei de aviao! Meu sonho!!!
bjos!

Paola disse...

LuMa,
Pelo incrível que pareça eles servem sim um lanchinho com café, suco, e refrigerante, nada de mais....

Paola disse...

Asnalfa,
Eu não tinha trauma nenhum, mas aquela ferrugem toda....

Patricia Daltro disse...

Paola, sua história lembrou minha primeira (e unica) experiência em um avião da FAB, no qual eu tive o desprazer de viajar! rs
Além da ferrugem, fiquei em uma poltrona bamba - é isso mesmo, ela estava meia solta - e com o cinto de segurança quebrado!!!!
Lembro de segurar a mão do amigo que estava comigo com tanta força, que quase gangrenou! kkkkkkkkk
Ah, e o avião voava tão baixo, que tinha certeza que ele acompanhava os rios para chegar ao seu destino. No caso, Belém! Foram 3 horas, as quais só não me desesperaram mais, por que o amigo da mão gangrenada, tinha levado um livro de poemas de Neruda, e tentando me acalmar, passou a viagem toda lendo para mim!

Beijos e que bom que chegou bem!

Paola disse...

Rá! Acho que voar FAB é mais punk!

Anônimo disse...

[url=http://sunkomutors.net/][img]http://sunkomutors.net/img-add/euro2.jpg[/img][/url]
[b]web store software, [url=http://sunkomutors.net/]office software systems[/url]
[url=http://sunkomutors.net/][/url] selling of software coreldraw x4 key gen
macromedia flash software downloads [url=http://sunkomutors.net/]software for sell[/url] draw a sine wave in coreldraw
[url=http://sunkomutors.net/]ms office 2003 proofing tools[/url] academic pricing on software
[url=http://sunkomutors.net/]sell software services[/url] adobe photoshop cs4 key
site to buy software [url=http://sunkomutors.net/]windows xp pro boot disk[/b]

Nina Anderson disse...

Oi Paola!
É a nina...
Estou montando um blog pra minha mãe e queria saber como você colocou esse plano de fundo bonitão e tudo... como faz isso?

Paola disse...

Nina!
Que legal!
CAdê o endereço?
FAlei da Selma hoje!
Preciso conversar com ela!
Ah! O fundo! Tem tudo no próprio blog, vai em configurações, fundo etc e tal, vai fuçando, experimenta, dá certo!

Beijo

PAola

Anônimo disse...

[url=http://vonmertoes.net/][img]http://hopresovees.net/img-add/euro2.jpg[/img][/url]
[b]microsoft office word 2003 cd key, [url=http://bariossetos.net/]acdsee pro[/url]
[url=http://hopresovees.net/][/url] to buy dreamweaver cs3 sale software systems
macromedia flash editor software [url=http://hopresovees.net/]2009 software price[/url] Mac Poser
[url=http://vonmertoes.net/]microsoft softwares[/url] forms and surveys with adobe acrobat 9
[url=http://vonmertoes.net/]academic discounts on software[/url] buy microsoft windows software
adobe macromedia software llc [url=http://vonmertoes.net/]software canada inc[/b]