quinta-feira, 7 de maio de 2009

A tal da Santa Ignorância

Aqui, meu caro leitor, imagine uma sequência de uns oito palavrões bem cabeludos, uns três verbos, uns quatro substantivos e pelo menos uma locução adjetiva, cada um pensa dentro do deu próprio repertório, afinal se eu escrever uns que o leitor não está acostumado, vai achar que eu sou muito chula, mas ele pode ter uma lista mais eficiente que a minha, ai vai achar que eu sou uma boba, entende? E eu não estou aqui para ensinar coisa feia para ninguém.
Essa série de palavras intempestivas tem lá sua razão, bem pessoal, mas é uma razão.
Eu já contei, nesse mesmo blog, alguns casos sobre minhas teorias genuínas e sem nexo, que fizeram parte das minhas fantasias, desda infância até a idade adulta, achei que estava tudo resolvido, quando, mais uma vez sou surpreendida, por mim mesma, mais uma.
Uma amiga contou que sua nora será operada, coitada, do timo que não parou de crescer!
É bem nessa hora que a santa ignorância mostra seu valor: Ah! o timo, a glândula que ajuda a digerir o leite? Que é bem grande ao nascermos e vai diminuindo com o crescimento, aos doze anos ela é do tamanho de uma ervilha, né? Comigo é assim, quando eu demonstro, demonstro prá valer, com fogos de artifício e banda de música.
Claro que nessas horas, se é comigo, sempre haverá um especialista de plantão, nesse caso, a minha amiga, doutora, e-n-d-o-c-r-i-n-o-l-o-g-i-s-t-a, bonito, não? Não, o timo serve para produzir anticorpos enquanto somos pequenos, depois vai diminuindo! Claro que eu acredito nela. Nem precisa ficar remoendo, imaginando como eu inventei uma coisa dessas. Reumatismo cerebral?
Ai vem a razão das palavras, nada educadas lá do começo, onde, como e quando, meu deus-do-céu, eu fui inventar tal impropério? Eu lembro da aula, foi na faculdade, eu fiz Pedagogia, tinha Biologia Escolar, seja lá o quê isso possa significar, lembro bem do módulo das doenças infantis, a diferença entre catapora e rubéola, o módulo de educação sexual e os desenhos com flexinhas, indicando o nome de cada parte dos órgãos sexuais (na verdade, na vida real, nunca precisei saber esses nomes, mas ... essa é outra conversa), da parte sobre vacinação e a tal parte sobre os hormônios e as glândulas produtoras.
Pensando bem, é bem capaz que nessa aula eu estivesse repassando outra matéria, imaginando o funcionamento dos tais órgãos, bem capaz.
Essa é mais uma aula prática sobre aprendizagem, que nenhum compêndio pedagógico é capaz de descrever, muitas vezes, quando o professor está lá na frente da lousa, todo esforçado dando a aula dele, pode ter certeza, sempre haverá um aluno no mundo da lua, preparadíssimo para, a qualquer momento, falar uma barbaridade e ainda dizer com quem aprendeu.
Aos meus alunos, que bravamente sobreviveram a mim, por favor, se eu falei alguma besteira federal, desconsidere!

8 comentários:

LuMa disse...

A sua foi apenas um lapso, pois quem não sabia e continua a não saber como eu, já ia pensar que se tratasse de uma erva para tempero :)

Ô minha Maledetta Ignorância, já iria recomendar um timo(conhecido por tomilho tbém) para preparar um peixe!!

Paola disse...

MAs não é que é mesmo?

A diferença com o resto do mundo é que eu conto!

Beijocas

PAola

Ice Ice Baby disse...

moça moça, a senhora ensina o q mesmo??
:-)

Paola disse...

Ler, escrever e as quatro operações, o básico, apenas!

Mas pergunta prá eles como eram divertidas as minhas aulas!

Beijos

PAola

asnalfa disse...

Ai que legal!! vc é pedagoga!!! muito chic!!! ahahhua

Paola disse...

Asnalfa,
Vc nnao leu meu blog direito, hein?
Tenho até foto com meus alunos em algum lugar!!!!


Fala sério, vc viu? Já estou quase chegando a 70mil páginas!

Estou bem surpresa, nem imaginava uma coisa dessas!

Incontinente disse...

Ah, professorinha!!
Mas relaxa... nem a gente da área sabe do timo :P

E quanto ao básico... vc ensinou mais, querida!

Paola disse...

Mari!
Ah, como eu sei, essas coisas de glândulas e hormônios são uma coisa muito complicada, é que eu não precisava abrir essa minha boca enorme bem na frente da única pessoa que eu conheço que sabe a resposta!
MAs que foi bom ser professora, isso foi!

Beijo

Saudade

PAola