quinta-feira, 16 de abril de 2009

Rever o post anterior


Talvez, se eu fosse aluna de alguma coisa além de Judô, receberia um recadinho desses no alto da folha, como eu fazia na folha dos meus alunos.
Foi isso que os dois comentários me suscitaram.
E eu ia mesmo reescrever, afinal achei mesmo que ficou meio depressivo. Engraçado, eu queria mostrar outra coisa, ou talvez de outro jeito, mais como a LuMa escreveu (estou com pressa, não dá prá copiar e colar agora), relendo também senti isso.
Gente, são 46 anos!
Mas agora não vai dar mesmo.
Peguei o elevador com a fiel-escudeira, braço-direito, faz-tudo da minha vizinha-amiga, o nome do ser em questão é Simone.
Simone é o ser mais sincero que eu conheço, não existem papas em sua língua, e ela comentou assim: Puxa! Você está bem mais gordinha, hein!
Então tá, né? Só prá lembrar, ou por algum motivo ela acha que eu não sei?
Fiquei sem palavras!
Quando elas voltarem eu escrevo algo mais sensato!

4 comentários:

Incontinente disse...

continua linda, professorinha... exatamente como eu me lembro da segunda série!!

LuMa disse...

Menina, eu tenho 48, e após me perguntar inúmeras vezes quem eu sou, o que fiz, e se fiz bem, decidí pensar que sou única. E vc tbém é única. A riqueza que a gente carrega é única.

Não, o post anterior não denota depressão. É só um momento de reflexão, essencial para quem gosta de escrever, como vc! beijos!

Olly disse...

Vc é uma fofa, precisa de mais?

beijos

Ice Ice Baby disse...

ok, a gente espera a "sensatez" voltar..ou não...

bj bj bj chuchu!