quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Reveillon

Fazia pouco mais de um mês que eles namoravam, tudo foi muito rápido, sem maiores cerimonias apresentaram suas famílias em pleno Natal, o Ano-Novo, sem dúvida seria passado em qualquer lugar, desde que fossem juntos, valia qualquer coisa.
Uma amiga da moça, ia passar a data com o namorado na praia, festa quase familiar, com amigos dos pais, vizinhos de praia, um monte de gente, aproveitou e convidou as amigas e os namorados.
Um pouco às pressas, providências foram tomadas e os dois se juntaram ao restante do grupo lá em São Sebastião, litoral Norte. As meninas dormiriam na casa da anfitriã, os meninos numa casa vizinha.
Nos dias que antecederam a festa, fizeram mil passeios, foram pescar, conhecer cachoeiras e até Castelhanos, uma praia deserta do outro lado da Ilha Bela. Um dia de aventura, praia deserta, sem uma gota de água para beber, sem uma laranja para comer! Ignorância completa.
Naquela noite, o namorado de uma das amigas demonstrou o quê significava uma crise de hipoglicemia em um diabético, a única que deveria saber como proceder, a namorada,entrou em pânico e não sabia o que fazer, foi preciso chamar um vizinho, também diabético para salvar o rapaz!
Chegada a esperada data, todos vestidos de branco, na praia, comeram, beberam, e ao soar da meia-noite, conheceram uma prática dita tradição, trazida da França, se você tiver nojo, não leia, por quê é nojento sim. Tomaram champanhe, legítimo, em um penico daqueles de Ágata, com um brigadeiro em forma de , você sabe o quê, dentro. Era para dar sorte.
Tenho quase certeza que ninguém dormiu muito naquela noite. Voltaram para casa felizes e com a certeza que o ano de 1985 seria muito bom!
Os anos se passaram, muita coisa aconteceu, mas os jovens namorados, talvez por terem acreditado nas possibilidades de sorte do penico, talvez por ser esse seu destino, continuam juntos até hoje. Daquele ano-novo em diante estiveram juntos em todas as datas posteriores, de várias maneiras, com festa, sem festa. dormindo, olhando a paisagem, na maior bagunça, na mais completa calmaria, agora com ruguinhas no rosto, um pouco mais encorpadinhos, mas sempre juntos. Coquistaram a verdadeira felicidade, intimidade com cumplicidade, regada de amor.

6 comentários:

Ana Barros disse...

taí a prova de que quem tem coragem de comer um brigadeiro em forma de $@$@, tira todos os outros problemas de letra !
bjos

Ice Ice Baby disse...

haha, ai q brigadeiro sexy!!!

nike shoes disse...

Very good!

广西休闲游戏中心 disse...

Although there are differences in content, but I still want you to establish Links, I do not know how you advice!

superior disse...

louis vuitton speedy
louis vuitton wallet
louis vuitton purses

Farming Net disse...

I will pass on your article introduced to my other friends, because really good!
Other Net