quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Irreconhecível

Continuo observando.
Minha avó era super vaidosa, elegante, adorava se embelezar. Curtia roupas novas, sapatos de saltos altíssimos. Seu tratamento de beleza, se resumia a uma camada generosa de creme Nívea, aquele, da lata azul, isso era religioso, toda noite, se estávamos com ela, cada neta passava em um lado do rosto, e ele ficava lá, horas com a gente massageando
seu lindo rostinho. Era suficiente.
Tenho uma teoria, meu avô era 15 anos mais velho que ela, imagine, ele devia tratá
-la feito um bibilô, a auto-estima dela era elevadíssima, fora o quê era animada. Adorava uma viagem, uma festa. (Essa avó merece um post só dela, mas no momento foi sua lembrança que me inspirou)
Tudo isso por estar observando um fenômeno, as plásticas, no rosto! Quem engana quem?
A medicina estética avançou muito, é possível retardar o envelhecimento, deixar a pele mais viçosa, firme e luminosa. Há os ácidos, os laser, que fazem milagres, tantas coisas, nem sei, não acompanho assim tão de perto, por pura preguiça.
Hoje, tomando um café com as amigas, antes do Judô (melhor que plástica, exercita os músculos do rosto, rir é ótimo, da gente, faz milagres), apareceu uma mulher que eu não via há tempos, gente estava irreconhecível. (Quem tem filhos já viveu aquela situação: no barbeiro, você diz, pode tosar, com a intenção de poder pular o próximo corte?) Pois é,

foi isso que essa mulher falou para o cirurgião, "vai fundo, passa a faca!"
Ficou parecendo que deu de cara no chão e esborrachou, ela está impedida de aparecer em velórios, enterros e afins, está a cara do Coringa do Batman. Coisa horrorosa!
Alguém, me explique: O quê faz uma pessoa se submeter à uma cirurgia, sem garantia de sucesso? A pele perde o viço, fica como papiro, fininha, meio quebradiça.
Há também a categoria plástica na barriga, na bunda e o silicone no peito, (tudo junto) eu sei a gravidade é implacável, não há ginástica, nem dieta que resolva num tempo razoável, será? A longo prazo, quais são as consequências de tanta intervenção?

Acho que algo assim!

6 comentários:

Chris Siciliano disse...

Ah Paola, você se superando como sempre!
Vemos não todo dia mas toda hora esses especimens criados em salas de cirurgia...Onde vamos parar ainda não sei ,mas sobre o silicone no peito vamos ter que bater um papinho.....
Beijinhos Chris

Paola disse...

Ah, pelamor!
Você sabe muito bem de qual categoria estou me referindo, né?

coizinha disse...

minina, é mesmo viu...
cirurgia pra remedir tardiamente o mal cuidado anterior não resolve em nada, acaba ficando pior....
judô sim, uma solução!!!

Paola disse...

Coizinha,
Chega a ser cômico!

Ice Ice Baby disse...

vc é uma fofa sabia?!

amei o jeitinho como vc começou o comment lá no Anonimato!!! muito sweet!!

bjs chuchu

Milena disse...

Aiiii e o medo? Ninguém tem? EU MORRO DE MEDO DA FACA! Tipo, a gente já tem que se submeter a cirurgias pela saúde e tal né?
Agora pela estética?? E sem garantia? Sei não... Tenho medo!

Beijooooo
PS: Churrasco será! Vou agitar!