quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Uma coisa e outra coisa



Dessa vez, ouvi um rápido comentário da Monica Waltfogel no "Saia Justa", sobre esse livro, claro que o livro veio correndo e grudou na minha mão e não houve outra escolha, o único jeito foi conferir.

O Ponto da Virada até pode sugerir que é um livro de auto-ajuda, mas não é, é um livro que observa comportamentos recorrentes na sociedade em determinados momentos, baseado em pesquisas, estudos, sugere enfim, que existem epidemias comportamentais, e as respectivas imunizacões, que há pessoas que tem a capacidade de iniciar uma moda, um novo modelo de agir, entre outros exemplos, vai fundo na expansão de determinadas marcas, e a falência de outras, razões que levam os jovens a experimentar o cigarro e se viciar.

É lançado um olhar mais demorado à propaganda boca-a-boca, e quais as principais características de uma pessoa para que seja seguida por muitas outras. É interessante a maneira como ele desmitificaas estratégias mirabolantes e mostra como no mundo moderno nos protegemos de tanta informação.

Eu gostei, viu?

Semana passada, na reunião mensal da empresa (onde foi apresentada a novidade do momento, os batons com luzinha acoplada), assisti uma palestra motivacional, devo confessar que devido minha vida pregressa, não lembro de ter assistido, antes uma palestra desse tipo, na minha área, as palestras são sérias,baseadas em estudos, essa não, simplesmente foi genial.

O palestrante, Professor Gretz, um homem de 70 anos, sacudido e enxuto, com o cabelo espetado e azul, começa dizendo que ele não vai contar nenhuma novidade, que está ali apenas para nos fazer lembrar de certas coisas que são importantes na vida de qualquer um, com sua fala simpática do interior do Sul, começa dizendo que todo mundo tem que cuidar da própria saúde, cuidar da alimentação, comer fibras, muito mais que aquelas contidas nos alimentos, fazer exercícios, etc e tal, ele começou a falar de uma fibra que ajuda a regular o intestino, afinal, um intestino que funciona bem é uma grande coisa na saúde de todo mundo, eu concordo, e contou que mistura a tal fibra com linhaça e come o caroço do mamão (... nunca consegui comer caroço de mamão, mas eu sei que ele ajuda, depois disso caroço de mamão todo dia, claro), e a tal fibra. Até que o inevitável aconteceu, eu, euzinha da silva levanto a mão, por favor qual é o nome da fibra, afinal? Você está com o problema? Essa é a minha diferença! Então vem cá! e eu fui, ele, prestativo de tudo preparou a mistura, três colheres de chá de PSILIO num copo de água e me deu, eu entornei o copo na frente de todo mundo, umas duzentas pessoas, mas gente, é sensacional, fenomenal, é uma fibra que funciona como uma esponja e cresce dentro do estômago, dando uma leve sensação de saciedade, depois no intestino ela vai passando por todas as dobras e limpa tudo.
Passei a semana procurando o tal do psilio, encontrei hoje numa loja especializada em produtos para apiário e produtos naturais.
Além das dicas intestinais, que foram da maior importância ele toca na questão dos objetivos pessoais, da postura que devemos ter em relação aos outros e aos que estão à nossa volta, sugere que busquemos em nós as respostas dentro de nós mesmos.
No final das contas juntando as palavras do Professor Gretz com as coisas que eu li, vejo que a vida gira em torno de pequenas coisas, um passo depois do outro.

2 comentários:

Ana Barros disse...

nossa, adoro estas coisas ! Psiu, vou correndo atrás do Psilio ! rs
bjos

Paola disse...

Achei na Francisco Morato, numa loja que se chama Naturall!