terça-feira, 28 de outubro de 2008

Memória Sensível


Outro dia, assisti "Saneamento Básico, o filme", adorei, divertido, bem feito.
Lá pelas tantas, no filme, começa a tocar uma música, a cena é mesmo emocionante, eu comecei a chorar, não exatamente pelo filme, mas por lembranças, sensações muito antigas.
Essa música me lembra minha tia, sempre lembrou, eu sempre chorei.
Minha tia ficou viúva quando eu tinha cinco anos, lembro daquele dia com riqueza de detalhes.
Ao lembrar da dor que eu vi minha tia sentir, entendi a razão da emoção que sinto ao ouvir a música.
Parece que muitas de nossas lembranças ficam lacradas em compartimentos, bem fechados, quando uma tampa se rompe, todo o conteúdo deve sair, expurgar.
Vi muitas pessoas falarem com minha mãe, com minha avó sobre a morte do meu tio, todos consternados perguntavam como estava minha tia e meu primo, que era pequeno. Mais consternadas as pessoas ficavam ao lembrar que ela estava grávida, enfim a história é triste mesmo.
Eu não entendia como tantas pessoas poderiam levar choques com a notícia da morte de alguém.
Dona Isaura, nossa vizinha disse ter levado um choque quando soube, ela podia estar na cozinha e soube da notícia ao abrir a geladeira, mas todas as outras pessoas, também? Ou haviam botado o dedo na tomada? Lá em casa meu pai tinha uma tomada-engenhoca para ninguém levar choques, meu pai era mesmo previdente.
Um dia, acho que eles voltavam da Missa de 7ª Dia, minha mãe com seu vestido verde, não aguentei e perguntei como tantas pessoas tinham levado choques. Ela explicou, eu entendi. Só muitos anos depois eu senti esse tal choque.
É por isso que toda vez que eu escuto essa música "Io che amo solo a te", eu choro.
Um dia eu conto todas as outras lembrança engraçadas, emocionantes e animadas que tenho com minha tia.
PS: A filha-que já-votou, quando pequena arranjou um apelido para a minha tia que pegou, "Nana", por um motivo muito simples, ela estava sempre com o Nono, então...

3 comentários:

Milena disse...

Sonhei com vc! Um sonho tão claro, tão real... A gente estava num feria de ciência, apresentando uns projetos, um monte de treco louco. E eu tinha que tomar uma decisão, e estava com medo... Vc passou a feira INTEIRA me dizendo coisas do tipo: "Para com isso Milena! Logo vc com medinho? Não vem não, que não tenho tempo pra isso! Se joga na vida! Quem fica parado é poste.."

rá! Obrigada! Não lembro qual era a decisão... Mas entendi o recado!

Beijoooooo

Paola disse...

Mi!
Que coisa!
Gostei!
Então o recado está dado!
Quem fica parado époste!

beijo

Paola

Camomila disse...

Nossa, essa musica é linda mesmo. Realmente, é de emocionar, assim como seu post.
Beijos